Prefeitura participa de reunião que define a campanha eleitoral do Conselho Tutelar

02-08-2019 10:45

São 14 candidatos e a comunidade vai fazer sua escolha através de votação em urna eletrônica.

Os candidatos a conselheiros tutelares em Araxá, participaram de uma reunião de apresentação das regras da campanha eleitoral, nesta quarta-feira, dia 31 de julho. O encontro teve a participação da prefeitura através da Secretaria de Ação e Promoção Social, do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), do Cartório Eleitoral e do Ministério Público. Os 14 candidatos poderão pedir votos junto à comunidade no período que vai de 9 de agosto a 5 de outubro. A votação será no dia 6 de outubro, das 8h às 17h no Centro Universitário do Planalto de Araxá (Uniaraxá).

O secretário de Ação e Promoção Social, Moisés Cunha, destacou que a Administração Municipal é responsável pelo processo e acompanha mais essa etapa de seleção dos candidatos com muita expectativa, uma vez que os concorrentes vão se apresentar e sensibilizar a comunidade para participar da votação. “É um momento muito importante, os eleitores devem refletir sobre o papel do Conselho Tutelar (CT), observando que os conselheiros eleitos vão representar nos próximos quatro anos um órgão que defende os direitos das crianças e dos adolescentes, auxilia as famílias em diversos segmentos, principalmente em determinadas questões envolvendo os órgãos da justiça”, reforçou o secretário.

A presidente do CMDCA, Cristiane Gonçalves Pereira, informou que os candidatos escolheram os números e nomes a serem trabalhados na campanha e receberam informações sobre as regras e vedações do período eleitoral. Explicou que o uso da urna eletrônica é uma novidade, sendo o processo semelhante aos demais e o candidato não pode oferecer nenhum benefício para o eleitor. São cinco vagas para titulares e os demais ficarão como suplentes, sendo escolhidos os que obtiverem o maior número de votos. ”O CT é um órgão de referência para todas as problemáticas envolvendo crianças e adolescentes, então a comunidade tem que se engajar e conhecer os candidatos a fundo para escolher aquele que melhor poder representar a sociedade nessa cadeira”.

A promotora Mara Lúcia Silva Dourado, Curadora da Infância e da Juventude, informou que o Ministério Público é fiscal do processo e salientou que o Conselho Tutelar é um órgão extremamente importante na rede de atenção à infância, sendo a porta de entrada das denúncias de violação de direitos de crianças e adolescentes. “Se a sociedade quer um CT forte, cumprindo o seu papel é preciso que participe da votação e escolha pessoas imbuídas de muito compromisso, da vontade estudar, conhecer a realidade da infância e efetivamente trabalhar nessa rede”.

A chefe do Cartório Eleitoral, Alcineia Suely de Sales, adiantou que dos 853 municípios de Minas Gerais, apenas 32 terão o processo de votação com a utilização da urna eletrônica e Araxá é um deles. O eleitorado vai ser distribuído em 20 seções. “O sistema de votação eletrônico é um dos mais avançados do mundo, apresenta diversas vantagens como a segurança do voto, a transparência de todo o processo e agilidade da apuração”.

Em Araxá estarão aptos a votar eleitores com o título em situação regular, inscritos até o dia 5 de julho de 2019. Para votar será necessário apresentar título de eleitor e um documento de identidade com foto.


Galeria de Imagens

Navegação Rápida