Secretaria municipal de desenvolvimento econômico e parcerias cria o banco de dados de Araxá

06-05-2015 11:00

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Parcerias, Leandro Haddad, anunciou, em reunião com a imprensa, nesta quarta-feira (6), a criação do Banco de Dados de Araxá.
 
O projeto desenvolvido pelo Departamento de Pesquisa e Estatística da pasta abrange diversos temas e interesses como demografia, trabalho, macroeconomia, finanças, setores produtivos, energia, transporte, urbanismo, segurança, saúde, saneamento, educação, habitação, desenvolvimento humano e turismo.
 
O projeto estabelece ainda o aprimoramento da forma de apresentação de dados araxaenses, ampliação dos mecanismos de acesso à informação do Município, criação de novos indicadores locais, desenvolvimento de pesquisas e disseminação de informações que facilitem a atuação e cooperação entre os órgãos da prefeitura e fornecimento de números de interesse para a formulação e execução de políticas públicas.
 
Para o acompanhamento dos objetivos propostos, o Banco de Dados trabalha com três frentes: elaboração de tabelas e gráficos com informações condensadas e de consulta direta, criação de um conjunto de planilhas que possibilitem diferentes recortes e desenvolvimentos; criação e desenvolvimento através de pesquisa e metodologia apropriadas, com indicadores, até então, não conhecidas para o município.
 
A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Parcerias contratou a economista e doutora em História Econômica pela Universidade de São Paulo (USP), Déborah Oliveira Martins dos Reis, que está à frente dessa iniciativa. “Na verdade, a gente está desenvolvendo o projeto como um todo há cerca de três meses. No primeiro momento, fizemos levantamento dos temas e das variáveis que a gente considera que são importantes para o município”, diz.
 
Segundo levantamento, a inflação (um dos indicadores presentes no estudo) em Araxá referente a março foi de 1,88% que, para especialista, é considerado um índice bem elevado. “Se a gente continuar nessa média, a gente chega a um valor superior, inclusive, que foi apresentado pelo Brasil. Números são fundamentais para que você interprete a realidade”, relata Déborah.
 
O secretário Leandro Haddad destaca que o Banco de Dados terá um processo de início, mas nunca terá fim. “São dados que precisam ser sempre alimentados. Nós vamos formatar dentro do futuro site da Prefeitura um espaço para armazenar o Banco de Dados e, assim, qualquer pessoa possa consultar, não só as especificidades”, reforça o secretário.
 
Leandro também ressalta que o Banco de Dados, além de municiar as pessoas com os parâmetros da cidade, tem como objetivo mostrar que Araxá está muito bem preparada para receber empresas.
 
“Dificilmente você vê cidades do porte de Araxá com Banco de Dados disponível, como nós vamos ter. Isso dá uma credibilidade muito grande para quem está vindo de fora”, conclui o secretário.

EM ANEXO SEGUE INFORMAÇÕES REFERENTES A MARÇO DE 2015

Foto: Jorge Mourão


Galeria de Imagens

Navegação Rápida